G.I. Joe – A Real American Hero nº 103 | Amazing the Welkin

Editora: Marvel
Roteiro: Larry Hama
Lápis: M.D. Bright
Arte-Final: Randy Emberlin
Letrista: Rick Parker
Colorista: Bob Sharen
Editor: Bobbie Chase
Editor-chefe: Tom DeFalco
Publicação: Agosto de 1990

Personagens nesta edição: Storm Shadow, Jugglers, Roadblock, Misha, Darklon, Wild Boar, Annihillator, Flint, Lady Jaye, Muskrat, Gorky, Cobra Officers, Mutt, Russ, Spirit, Sucata, Spike e sua gangue, Gen. Hawk, Sioban, Stalker, Snake-Eyes, Jake, Comandante Cobra, Crimson Guards e Scarlett.

Mutt e Spirit invadem a fábrica em Millville com a ajuda do pessoal da gangue do Spike. A antiga propriedade, que havia sido abandonada, foi reativada pelo Cobra, e agora os trabalhadores haviam voltado ao expediente graças à lavagem cerebral promovida pela organização terrorista. Ou era isso o que os joes acreditavam, uma vez que, quando chegaram lá, todo mundo parecia bem, e o encarregado até chamou a polícia.

As autoridades locais chegam acompanhadas por Hawk, que veio investigar o sumiço de seus homens. Assim que Mutt, Spirit e o resto dos invasores são detidos e levados embora, o Comandante Cobra revela que os habitantes “zumbificados” de Millville podem ser retirados de seu estado hipnótico a qualquer momento e perder todas as lembranças do Cobra. Para retornar a ele, basta apenas ouvirem a palavra-chave “Broca”.

Em Washington, Storm Shadow invade o Pentágono para exigir que os Jugglers enviem Snake-Eyes em missão de resgate de ninguém menos que o antigo noivo de sua falecida irmã gêmea chamado George Strawnhacker. Segundo o ninja, ele havia sido capturado em Boróvia por um erro do governo americano, e já estava na hora de corrigi-lo. Além disso, seria uma boa maneira de o amigo parar de pensar em Scarlett, que teve seus aparelhos desligados pela irmã e faleceria a qualquer momento.

Enquanto o ex-Cobra submetia Snake-Eyes ao transe ninja que o transformava em uma máquina de matar, com foco absoluto na missão chamedo de mindset Arashikage, Sioban descobriria que talvez a morte iminente da irmã não estivesse assim tão iminente…