Duke

Duke foi originalmente lançado nos EUA pela Hasbro na segunda série de G.I. Joe, em 1983, com compra exclusiva via mala direta, e no ano seguinte ficou disponível para venda no varejo comum.

Informações da ficha:

Nome de código:

Duke

Primeiro Sargento

Significado do nome de código: Duque
Nome de arquivo: Hauser, Conrad S.
Número de série: RA213757793
Especialidade Primária: Soldado de Infantaria Aerotransportado
Especialidade Secundária: Artilharia, armoraria de armas leves
Local de Nascimento: St. Louis, MO
Graduação: E-8 (Primeiro Sargento)

Duke era fluente em francês, alemão e inglês quando se alistou em 1967. Formou-se como o melhor de sua turma na escola de transporte aéreo de Fort Benning. Fez optativa pela Escola de Idiomas Especial do Exército dos EUA. Especializado em hanês da China e dialetos do sudeste asiático. Virou Forças Especiais em 1969. Trabalhou com membros de tribos em áreas rurais do Vietnã do Sul. Chefiou quatro diferentes escolas das Forças Especiais. Recusou uma comissão em 1971. Comanda ganhando respeito. Designação atual: Primeiro Sargento da equipe G.I. Joe.

Declaração após declinar comissão: “Eles me dizem que o trabalho de um oficial é levar os outros a assumirem riscos – de modo que o oficial sobreviva para assumir a culpa no caso de uma catástrofe. Com todo o respeito, senhor… se é isso o que um oficial faz, eu não quero fazer parte disso. “

Duke voando em display no Pit Museum.

Versão 2 | Tiger Force

Duke Versão 2 foi originalmente lançado nos EUA pela Hasbro na sétima série de G.I. Joe, em 1988.

Nome de código:

Duke

Primeiro Sargento da Tiger Force
Líder de Esquadrão

Nome de arquivo: Hauser, Conrad S.
Especialidade Primária: Soldado de Infantaria Aerotransportado
Especialidade Secundária: Armoraria de armas leves
Número de série: 234-09-7789
Local de Nascimento: St. Louis, Missouri
Graduação: E-8 (Primeiro Sargento)

Duke era fluente em francês, alemão e inglês quando se alistou. Formou-se como o melhor de sua turma na escola de transporte aéreo de Fort Benning. Fez optativa pela Escola de Idiomas Especial do Exército dos EUA onde se especializou em hanês da China e dialetos do sudeste asiático. Após sua formatura, serviu na unidade de Forças Especiais do Exército no Sudeste da Ásia onde recebeu uma Medalha de Honra do Congresso¹ e 2 Estrelas de Bronze² por resgatar 34 P.G.s³ de um complexo inimigo altamente guarnecido.

“O cara é uma lenda viva! Ele tem mais experiência em combate do que alguns daqueles generais do Pentágono! Duke é o tipo do soldado que você quer do seu lado quando a coisa aperta! Ele consegue abordar qualquer ação hostil na velocidade da luz e agir em relação a ela mais rápido do que você consegue dizer ‘Tiger Force!’ O cara não conhece o significado da palavra medo! Na verdade, acho que ele nunca nem ouviu essa palavra!”

1 – Honraria mais alta oferecida pelo presidente dos EUA em nome do Congresso a membros das forças armadas que se distinguem em atos de bravura. Assim, embora “Medalha de Honra do Congresso”, como é chamada na ficha, seja uma denominação comum, não seria muito correta.
2 – Medalha oferecida a soldados americanos que demonstraram heroísmo ou mérito em campo de batalha.
3 – Prisioneiro de guerra.
Duke versão 2 em exposição no diorama do Castelo Silencioso.

Brasil | Duque

No Brasil, uma figura levemente modificada do Duke Versão 2 da Tiger Force chegou pela Estrela em 1990 (série sete do Comandos em Ação) e denominava-se Oficial de Inteligência, codinome Duque.

Duque em display no Pit Museum.

Japão | グラント

No Japão, Duke foi rebatizado de Grunt, em sua versão da Takara em 1986. Alguns exemplares japoneses têm o molde das mangas dobradas iguais aos do americano, mas alguns as têm esticadas, como no brasileiro. Na Internet, é possível encontrar a explicação de que a Hasbro teria perdido o molde original em algum ponto, o que a teria forçado a se adaptar.

Informações da ficha:

グラント

G-01
Nome em roomaji: Goranto (Grunt)
Líder de equipe
Nome verdadeiro: Conrad S. Hauser
Habilidades especiais: Estudo de língua estrangeira, liderança de equipe.
Local de nascimento: Estados Unidos da América.

Animações

Sunbow

Duke liderou a equipe G.I. Joe na animação da Sunbow durante os especiais O Mecanismo MASS e A Vingança do Cobra, além de toda a primeira temporada, e sempre foi um dos principais personagens. Embora seu boneco tenha um sorriso esculpido, o mais normal de sua versão animada era aparecer com a cara amarrada dos chefes durões.

Nos EUA, sua voz era interpretada por Michael Bell, e no Brasil, por José Santanna.


Em G.I. Joe – The Movie, ficamos sabendo que o Ten. Falcon é o meio-irmão de Duke. Ao tentar defender o caçula, o sargento é atingido por um dardo de Serpentor no coração, mas ele se recupera ao fim do desenho.

HQs

Marvel

Duke apareceu pela primeira vez em G.I. Joe – A Real American Hero nº 22, da Marvel.

Duke chegou chegando em ARAH nº 22 (traço de Mike Vosburg).

Filmes Live Action

G.I. Joe – A Origem do Cobra

No primeiro filme live action do G.I. Joe, ele foi o protagonista. Recém chegado ao grupo, ele passou bem por seu treinamento pesado, conforme se observa no vídeo abaixo. No filme, ele é o interesse amoroso da Baronesa, e é interpretado pelo ator Channing Tatum.

G.I. Joe – Retaliation

Channing Tatum odiou A Origem do Cobra e não escondeu isso de ninguém. Ele, no entanto, tinha contrato para três filmes. Pois arrumaram um jeito de limá-lo na continuação, livrando Tatum de ter que voltar para um eventual terceiro.

Se no longa animado G.I. Joe – The Movie ficamos sabendo mais tarde que ele deveria ter morrido, mas que a impopularidade da morte de Optimus Prime em Transformers – The Movie fez com que o roteiro fosse alterado de última hora, dessa vez vemos Duke explodindo já no trailer. Não restou nenhuma dúvida desta vez.