G.I. Joe – A Real American Hero nº 1 | Operation: Lady Doomsday

Editora: Marvel
Escritor: Larry Hama
Lápis: Herb Trimpe
Arte-Final: Bob MacLeod
Letrista: Jim Novak
Colorista: Glynis Wein
Editor: Tom DeFalco
Editor-chefe: Jim Shooter
Publicação: Junho de 1982

Brasil:

Comandos em Ação nº 1 |Operação: Lady Destruição

Introdução da revista na página 1.

Editora: Globo
Publicação: Agosto de 1987
Tamanho: Formatinho

Participam desta edição: Gen. Flagg, Gen. Austin, Hawk, Grand Slam, Short-Fuse, Flash, Grunt, Breaker, Rock ‘n’ Roll, Zap, Scarlett, Steeler, Clutch, Stalker e Snake-Eyes.

A primeira edição da nova versão de G.I. Joe traz a equipe em uma missão de resgate à Doutora Adele Burkhart, uma física nuclear que trabalhou no desenvolvimento de armas atômicas nos EUA, mas diz ter sido enganada pelo governo a produzir armas de destruição em massa.

A doutora foi sequestrada pelo Cobra quando estava perto de prestar depoimento no Congresso a respeito de seu trabalho. Muitos, mesmo os joes, consideram que ela é uma traidora e chegam cogitar explodi-la junto com os Cobras para que não revele seus segredos ao inimigo, mas partem para o resgate. Afinal de contas, eles são os heróis.

Muitos querem o fim da Dra. Bruckhart.

]O número traz a estreia de todos os personagens da primeira série de G.I. Joe, e de uma a mais. Em uma apresentação da equipe do jovem Gen. Flagg para o veterano Gen. Austin, Hama e Trimpe resolveram fazer uma pequena homenagem ao editor-chefe da Marvel, Jim Shooter.

Quem será essa misteriosa pessoa coberta pela mão?

Mais tarde, Hama esclareceu por que não vemos nesta missão a participação de Shooter, uma sniper da equipe, em uma edição de G.I. Joe Declassified já pela editora Devil’s Due em 2005. Mas isso será visto aqui no devido tempo. Ela finalmente ganhou sua versão em plástico em 2016.