1985

No ano de 1985, G.I. Joe era uma mina de dinheiro. O brinquedo vendia muito, o desenho tinha ido bem e a revista já era das mais bem-sucedidas da Marvel. O público queria mais. E foi isso o que ganhou.

Brinquedos

Nos brinquedos, os bonecos cartelados à venda subiram de onze em 1984 para vinte (embora Tomax e Xamot viessem na mesma cartela). Os veículos, bases e acessórios em geral aumentaram não só de quantidade, mas também de tamanho e complexidade. Estou falando da lancha Moray, da Transportable Tactical Battle Platform e, obviamente, do porta-aviões USS Flagg.

Kirk Bozigian, gerente de produto da Hasbro na época, afirma que eles começaram a projetar alguns itens simplesmente para provar para a concorrência quem era o líder. Nesse contexto, o USS Flagg (nome do general joe morto no número 19 da HQ) foi um grande risco. Era um trambolho de 2,3m de largura que custava US$ 110,00 na loja, nenhum pai queria comprar e todas as crianças queriam ter.

Além de tudo isso, este foi o ano em que mais um ponto de movimento foi adicionado nas figuras, permitindo que elas movessem a cabeça para cima e para baixo. A exceção ficou por conta dos Dreadnoks, que provavelmente foram projetados antes dessa inovação.

A gangue de Zartan, aliás, foi concebida como uma sugestão da Hasbro, ainda que fosse uma ideia muito diferente no começo. De olho no sucesso dos Ewoks em O Retorno de Jedi, a intenção era fazer uma equipe de ursinhos humanóides que integraria o Cobra. Quem apontou que era uma má ideia fazer os mocinhos atirarem em criaturas fofinhas foi Larry Hama, que veio com o conceito dos motoqueiros desmiolados. Podemos agradecer a ele.

Joes


Airtight

Alpine

Barbecue

Bazooka

Dusty

Flint

Footloose

Lady Jaye

Quick Kick

Shipwreck

Snake-Eyes (Versão 2)

Crankcase

Frostbite

Heavy Metal

Keel-Haul

Tollbooth

Air Defense Unit

Ammo Dump Unit

Armadillo

A.W.E. Striker

Bridge Layer

Check Point

Forward Observer Unit

Mauler M.B.T Tank

Silver Mirage

Snow Cat

Transportable Tactical Battle Platform

U.S.S. Flagg

Weapons Transport

Cobras


Crimson Guard

Eels

Snow Serpent

Tele-Vipers

Tomax e Xamot

Lampreys

Night Landing

Moray

Ferret A.T.V.

Cobra Flight Pod

Cobra Rifle Range Unit

Cobra Bunker

S.N.A.K.E. (versão 2)

Dreadnoks


Buzzer

Ripper

Torch

Brasil

Neste ano, os Cobras finalmente chegaram ao Brasil, com o lançamento do Cobra Oficial e do Cobra Soldado, além do agora chamado Cobra Invasor.

Ainda que a Estrela não tenha dado uma explicação para os vilões tenham demorado um ano para dar as caras por aqui, seria lógico pensar que o licenciamento do nome e do logo implicaria em custos a mais, e portanto não teriam sido usados em um primeiro momento. Uma vez verificada a viabilidade dos Comandos, foi mais prático aderir ao uso do licenciamento do que remodelar todos os itens do Cobra para uma marca nacionalizada.

É preciso lembrar que isso é um chute nosso, mas a maneira como a Estrela comercializou os Transformers no Brasil, é um indício. Apenas alguns moldes e o nome foram usados, sendo que os logos e os nomes de facções Autobots e Decepticons não foram. Isso indica que cada aspecto de uma licença significava um valor a mais a ser pago à licenciadora, e a viabilidade de usar cada um era calculado de acordo com o mercado.

Comandos


Atena

Front

Fúrion

Falcon

Asa Delta Camuflada

Blindado de Assalto

Helicóptero de Ataque

Cobras


Cobra Invasor

Cobra Oficial

Cobra Soldado

Cobra Piloto

Cobra Asa Delta

HQs

Foi um ano de grandes acontecimentos nas HQs, com destaque para a criação da Ilha Cobra e a revelação de que Billy é filho do próprio Comandante Cobra.

Além disso, a marca também expandiu nas HQs, ganhando uma revista anual, chamada sugestivamente de Yearbook. Em sua primeira edição, trouxe uma reimpressão de Operação: Lady Destruição, de ARAH nº1, além de fichas de personagens e uma planta completa do Pit.


G.I. Joe – A Real American Hero nº 31 | All Fall Down!

G.I. Joe – A Real American Hero nº 32 | The Mountain!

G.I. Joe – A Real American Hero nº 33 | Celebration!

G.I. Joe – A Real American Hero nº 34 | Shakedown!

G.I. Joe – A Real American Hero nº 35 | Dreadnoks on the Loose!

G.I. Joe – A Real American Hero nº 36 | All Ships at Sea!

G.I. Joe – A Real American Hero nº 37 | Twin Brothers

G.I. Joe – A Real American Hero nº 38 | Judgements

G.I. Joe – A Real American Hero nº 39 | Walk Through the Jungle

G.I. Joe – A Real American Hero nº 40 | Hydrofoil

G.I. Joe – A Real American Hero nº 41 | Strategic Diplomacy

G.I. Joe – A Real American Hero nº 42 | Ties That Bind

Animação

Se a ordem do dia era mais G.I. Joe, a animação se superou. Foram 55 episódios exibidos diariamente nos EUA. Com as reprises dos 10 das minisséries dos anos anteriores, somaram-se 65, o que era um número padrão par a primeira temporada de desenhos no esquema de syndication nos EUA.


Episódios 1 a 5:

A Pirâmide da Escuridão




Episódio 8:

A Queda do Satélite


Episódio 9:

Cobra Para o Mundo


Episódio 10:

Armadilha na Selva


Episódio 11:

O Ataque dos Animais


Episódio 12:

A Casa Fantasma


Episódio 13:

Vinte Perguntas


Episódio 14:

O Efeito da Casa Verde


Episódio 15:

Guerra no Pólo Norte


Episódios 16 e 17:

A Conspiração Sintóide


Episódio 18:

A Brigada Fantasma


Episódio 19:

Luz! Câmera! Cobra!


Episódio 20:

O Candidato


Episódio 21:

Dinheiro para Queimar




Episódio 24:

Ondas Sonoras


Episódio 25:

Covil dos Répteis


Episódio 26:

Jogo de Mestre


Episódio 27:

Lasers na Noite


Episódio 28:

O Germe


Episódio 29:

A Víbora Está Chegando


Episódio 30:

O Canto da Sereia


Episódio 31:

Terremoto Cobra


Episódio 32:

Cativos do Cobra


Episódio 33:

A Serpente do Mar


Episódio 34:

Excalibur


Episódios 36 e 37:

Mundos Sem Fim


Episódio 38:

O Sinistro Cobra


Episódio 39:

As Garras do Cobra


Episódio 40:

Olho por Olho


Episódio 41:

Os Deuses Abaixo


Episódio 42:

O Grande Complô


Episódio 43:

As Férias de Flint


Episódio 44:

Os Canhões


Episódio 45:

Memórias de Mara


Episódios 46 e 47:

O Traidor


Episódio 48:

Poço de Víboras


Episódio 49:

A Coisa Errada


Episódio 50:

Os Invasores


Episódio 51:

Ataque Perigoso


Episódio 52:

Perigo no Alasca


Episódio 53:

Esqueletos no Armário