1984

Em 1984, o G.I. Joe finalmente desembarcou no Brasil. A missão foi dada à Estrela, fábrica de brinquedos líder de mercado por aqui na época, e não era à toa. A qualidade de seus produtos era muito acima da média da concorrência nacional e internacional também. A qualidade dos itens fabricados aqui são normalmente iguais ou melhores do que a original, tanto que a empresa brasileira chegou a exportar alguns para a Hasbro revender no mercado americano.

A relação entre Hasbro e Estrela era muito boa, e já vinha de outros produtos como Genius, Banco Imobiliário e Falcon, todos grande sucesso por aqui.

A linha 3′ 3/4 ganhou o nome de Comandos em Ação por aqui, denominação que já era usada com o Falcon antes. Este havia sido a versão da Estrela do G.I. Joe grande, de 9 polegadas (uns 30 cm), adaptada em maior parte da linha Adventure Team.

Embora números de mercados sejam difíceis de se achar no Brasil, a longevidade da linha ajuda a entender um pouco a extensão da popularidade da marca por aqui. Comandos em Ação durou 12 séries entre 1984 e 1995. Nenhuma licenciada internacional de G.I. Joe chegou nem à metade desse tempo.

A concorrência tampouco conseguiu acompanhar esse fôlego. Também não conseguiram superar metade de sua jornada nenhum concorrente direto da época, action figures com apoio em outras mídias como He-Man, Transformers ou Thundercats.

Não se pode culpar a qualidade dos concorrentes. O mercado, na época, não era pra brincadeira, por assim dizer. Os Comandos em Ação venceram a batalha contra uma eterna crise, passando por sete planos econômicos e uma inflação total de 775 bilhões por cento.

A primeira série da Estrela contou com seis figuras e três veículos. Cada um era rebatizado e tinha fichas próprias, redigidas por aqui mesmo.


Falcon

Elétron

Gladion

Triton

Dragon
 

Logo na primeira série, a Estrela já lançou um item inventado por ela, o Lança Míssil, vendido exclusivamente no Brasil:


Jipe de Ataque

Lança Míssil

Moto Metralha

Curiosamente, os Comandos desembarcaram por aqui antes do Cobra. Na primeira série, eles combatiam O Invasor, que era o mesmo boneco que o Snake-Eyes americano.


O Invasor

Enquanto isso, nos EUA

Nos EUA, G.I. Joe voava em céu de brigadeiro. Mantendo as ações do ano anterior, eles lançaram mais uma minissérie de cinco capítulos de sucesso na televisão, A Vingança do Cobra, que novamente estreou em setembro. A história tinha a mesma estrutura de batalhas pelo mundo e divisão em equipes de O Mecanismo MASS e foi escrita por Ron Friedman. Em time que está ganhando não se mexe.

Com o mesmo princípio, Larry Hama continuou à frente da HQ G.I. Joe – A Real American Hero, sendo capaz de desenvolver melhor tramas de traição dentro da Organização Cobra. Foi nesse ano que a Baronesa retornou ao Cobra, depois de meses se tratando das queimaduras que sofreu por ser pega no meio dos conflitos entre Destro, Comandante Cobra e Major Bludd.

Também foi possível desenvolver a história pessoal de Snake-Eyes, e ficamos sabendo que ele aprendeu ninjitsu com a ajuda de seu amigo Tommy Arashikage, que mais tarde viria a se tornar o Storm Shadow.

Nos brinquedos, pode-se dizer que este foi o ano dos Cobras, porque muitos personagens clássicos ganharam suas versões em plástico aqui, como Storm Shadow, Baronesa, e Zartan.

O sucesso permitia que a Hasbro fosse cada vez mais ousada com seus novos itens. Vejam que, enquanto no primeiro ano, Snake-Eyes teve que ser todo preto para economizar na produção, o Zartan foi tratado com uma tinta especial que o tornava capaz de ficar azul quando exposto à luz solar.

Lançamentos de 1984

Joes

Figuras


Blowtorch

Duke

Mutt

Recondo

Rip Cord

Roadblock

Spirit

Clutch (versão 2)

Cutter

Deep Six

Thunder

 

Veículos


Bivouac

Killer W.H.A.L.E.

Machine Gun Defense Unit

Mortar Defense Unit

Missile Defense Unit

Mountain Howitzer

S.H.A.R.C.

Sky Hawk

Slugger

VAMP mark 2

Watch Tower

Cobras

Figuras


Baroness

Firefly

Scrap Iron

Storm Shadow

Cobra Stinger Driver

Copperhead

Wild Weasel

Zartan
 

Veículos


Chamaleon

Cobra A.S.P.

Cobra C.L.A.W.

Cobra Rattler

Cobra Water Mocassin

Stinger

Distribuição Exclusiva:

 

VAMP & HAL (Sears)

Cobra Commander
versão 2 (Mala Direta)

MANTA (Mala Direta)

HQs


G.I. Joe – A Real American Hero nº 19 | Joe Triumphs!

G.I. Joe – A Real American Hero nº 20 | Home Is Where the War Is!

G.I. Joe – A Real American Hero nº 21 | Silent Interlude

G.I. Joe – A Real American Hero nº 22 | Like Chimney Sweepers Come to Dust

G.I. Joe – A Real American Hero nº 23 | Cobra Commander Captured at Last!

G.I. Joe – A Real American Hero nº 24 | The Commander Escapes

G.I. Joe – A Real American Hero nº 25 | Zartan!

G.I. Joe – A Real American Hero nº 26 | Snake-Eyes: The Origin

G.I. Joe – A Real American Hero nº 27 | Snake-Eyes: The Origin Part II

G.I. Joe – A Real American Hero nº 28 | Swampfire!

G.I. Joe – A Real American Hero nº 29 | Beached Whale

G.I. Joe – A Real American Hero nº 30 | Darkness

Diorama

Para expor a série 3 de 1984, construímos um diorama da cidade praiana dominada pelo Cobra de Broca Beach.